quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Confusão na partida entre Atalanta e Alto Formoso


A confusão está generalizada no Campeonato Batalhense de Futebol. Além do erro ocorrido durante a semifinal entre Figueirinha e Cruzeiro, onde o regulamento não foi obedecido e deixaram de realizar a prorrogação, o jogo entre Atalanta e Alto Formoso também gerou polêmica após o time de nome italiano ter empatado a partida aos quatro minutos da prorrogação.

O Atalanta jogava pelo empate, quando Alto Formoso fez 1 gol no inicio da prorrogação. Aos quatro minutos do segundo tempo, o Atalanta empatou o jogo, num lance onde alguns acreditam que foi falta no goleiro.

O juiz validou o gol, o que gerou uma discussão entre os jogadores e o árbitro Francisco José (Cuzeca). Indignado, o goleiro do Alto Formoso saiu de campo e foi seguido pelo restante dos jogadores. A torcida, revoltada, pulou o alambrado e correu atrás do coitado do juiz, que só não apanhou devido a intervenção do capitão do time da Curva, Antonio Luis, que por a feliz coincidência, é cunhado do veloz árbitro.

O jogo não chegou até o final. O presidente do Alto Formoso exigiu que fosse realizado o restante da partida, o que foi negado pela Liga.

O dirigente Marcial (foto) do Atalanta, disse que o gol foi legítimo, e que o jogo não terminou porque já estava escuro, e que na reunião da Liga na segunda-feira (9) foi decidido que o seu time era o finalista.

Marcial culpa o Alto Formoso por ter chegado atrasado para a partida.

Vale ressaltar que no Estádio Municipal não existe iluminação para jogos a noite.

0 comentários:

 

My Blog List

Seguidores

Folha de Batalha © 2009 Designed by Ipiet Customizado por Manoel Filho