terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Batalha Terra eternamente amada, teu nome o nosso peito faz pulsar.


Nossa querida Cidade Batalha do Piauí é com este título inspirado nas palavras de José Nicodemos da Rocha que te parabenizo neste dia do teu septuagésimo primeiro aniversário, são 71 anos de emancipação política e que devemos observar quem somos e para onde queremos ir. Batalha, nome oriundo das batalhas entre o dominador português e o pacato índio; somos um povo guerreiro, contamos com 25.724 habitantes é com essa gente que mostramos números tão positivos da nossa economia, produzimos de tudo: o arroz; o feijão; o milho; a cana-de-açúcar; a mandioca; a melancia; a banana; o caju; a manga. Produzimos bons números na extração racional da palha da carnaúba, do babaçu, do mel de abelha. Somos grandes também na produção do gado, dos ovinos e principalmente dos caprinos. É na observação destes dados, que exaltamos o teu maior patrimônio, que é a tua gente, o teu povo. A maioria destes mora na zona rural, são homens e mulheres que tem no trabalho a maior fonte de inspiração para viver bem, impulsionando os da zona urbana a também fazer o mesmo. Nas famílias e seus sobrenomes: nos Silva; nos Lustosa; nos Carvalho; nos Melo; nos Lages; nos Clementes; nos Ana; nos Franco; nos Miranda; nos Torres; nos Soares; nos Nunes; nos Rocha; nos Lopes; nos Fontinele; nos Sousa; nos Leal; nos Cardoso; nos Castros; nos Almeida, etc. Diferentes sobrenomes, mas, ascendentes de homens de bem. Somos todos irmãos e que numa data tão especial como esta, não podemos esquecer quem somos e o que podemos e devemos sempre fazer para o bem de nossos munícipes, de nossas crianças, de nossos jovens e de nossos idosos; que é o envolvimento constante nas ações, nos atos, na conduta daqueles que dirigem o nosso destino. Sonho com uma cidade mais justa, onde todos tenham as mesmas oportunidades, as mesmas chances dentro dos eventos, para que possam ser contemplados aqueles, que pelo esforço e pelo estudo merecem ser reconhecidos. Sonho com uma cidade onde as leis tenham o mesmo vigor para todos, e que estas sejam promovidas em todos os setores. Sonho com a promoção do nosso direito de ir e vir. Quero a promoção do nosso direito à saúde, à educação de qualidade, à segurança, à vida. Sonho com uma cidade onde os nossos recursos financeiros, naturais e humanos, sejam sempre respeitados e otimizados. Sonho com o fim do nepotismo e dos privilégios e que a transparência prevaleça e seja uma constante em nossa cidade.

Vivas a Batalha

Vivas a São Gonçalo

Prof Antonio soares da Silva

2 comentários:

Milton on terça-feira, dezembro 15, 2009 disse...

Professor Soares, é o que todos nós batalhenses, que amamos esta cidade queremos. Mais ainda: uma Batalha participativa, sem alijamento de filho algum. Uma Batalha em que todas as correntes políticas se unam, não em benefício próprio, mas para a promoção verdadeira do progresso e do desenvolvimento. Parabéns pelo texto. E pelo ideário progressista de uma Batalha justa!

Becka on quinta-feira, dezembro 17, 2009 disse...

Professor Soares, suas palavras são ricas e nos fazem ter entusiasmo por uma Batalha melhor. Sei que é preciso ser persistente para alcançar esse ideal, ao qual, menciona no texto.

 

My Blog List

Seguidores

Folha de Batalha © 2009 Designed by Ipiet Customizado por Manoel Filho