terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Vereador Regys Sampaio concede entrevista ao FB


O vereador Regys Sampaio da vizinha cidade de Esperantina, que criou um blog para divulgar suas ações na Câmara Municipal, concedeu uma entrevista ao Folha de Batalha, e falou da idéia do blog, do Projeto-Lei enviado pelo prefeito esperantinense, no qual ele é contra. Comentou também sobre a administração de Francisco Antonio. Confira.

FB - Como surgiu a idéia do Blog?

RS - Surgiu da conversa que tivemos com a população para se ter uma aproximação maior com o cidadão esperantinense. Também temos o apóio da família, dos assessores, amigos e um cunhado que é muito interessado nas causas de Esperantina, que nos ajudam diariamente a manter essa interação com as pessoas.

FB - O senhor tem dificuldade em aprovar projetos relevantes para o município por ser da oposição?

RS - Sempre procuramos conversar com os outros. Até o presente momento, tenho aprovado meus projetos, até porque existe uma boa relação da minha parte com os demais vereadores. Não sou de guardar rancor e tenho amizade com muitos antes mesmo de ser político. Agora, quando a gente é contra determinado projeto, fica difícil porque o prefeito é maioria.

FB - O que realmente de concreto o atual prefeito já fez em beneficio de Esperantina? Ele está cumprindo as promessas de campanha?

RS - Só se for nos bastidores, só no papel, fazendo projetos para o próximo ano, mas até agora, não. Ele (Francisco Antonio) foi muito bom para o grupo dele, e nisso ele tem que ser louvado. Para o pessoal dele e para quem votou nele, ele foi bom. Ajeitou todo mundo. Aqui ou acolá aparece um insatisfeito.

FB - Sendo o prefeito um aliado do governo, Esperantina está sendo bem assistida pela esfera estadual?

RS - Não do jeito que a gente quer. O asfalto está parado desde a última campanha. Eles “melam” um quarteirão ou dois e dizem que fizeram não sei quantos mil metros cúbicos de asfalto. A chuva desmancha esse asfalto mais vagabundo do mundo. Vão embora as máquinas e ficam só as placas, e até agora, nada.

O prefeito, numa reunião que teve agora na Câmara, adiou para janeiro o início desse asfalto. Em janeiro tem as chuvas. Não sei como isso vai dar certo. Ele alega que o município não consegue nada de recurso porque o município está no CAUC (Cadastro Único de Convênio). Agora, eu acho muita incompetência ter o nome há um ano nesse órgão e não conseguir tirar.

FB - Como o senhor ver esse escândalo da Emgerpi envolvendo o prefeito de Esperantina? Há possibilidades de uma cassação?

RS - Eu acho que tem fundamento a cassação do Francisco Antonio. Foi muito escancarado a interferência do Estado. Acho que ele não tinha recursos para isso.

FB - O senhor é contrário ao Projeto de Lei 25/09 de autoria do prefeito, por quê?

RS - Acho o valor estabelecido muito baixo. É uma aberração se propor o pagamento de apenas um salário mínimo. Na Justiça Federal, o valor das pequenas causas é de 60 salários. Na Justiça Comum, é de 40 salários. Em Esperantina vige ainda de 5 salários.

FB - Esse Projeto-Lei vai ser aprovado?

RS - Se fosse hoje, eu acho que iria ser aprovado, pois ele tem 6 votos. Eu vou pedir oficialmente que aumente esse valor para 5 ou mesmo 4 salários mínimos, só não dar pra ficar em um.

FB - De Zero a 10, o senhor dar quanto para a administração do Prefeito Francisco Antonio?

RS – Quatro (4 ).

FB - Um recado para o povo de Esperantina.

RS - Na Câmara tem uma pessoa que se preocupa e gosta de Esperantina.

0 comentários:

 

My Blog List

Seguidores

Folha de Batalha © 2009 Designed by Ipiet Customizado por Manoel Filho