quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

A insegurança pública de Batalha


A cidade de Batalha está passando por uma crise na segurança púbica. No ano passado houve 3 homicídios, seis motocicletas furtadas e vários outros furtos em residências. De acordo com informações repassadas ao FB, o delegado que está respondendo por Batalha ficaria somente até ontem, dia 05, pois segundo relatos não oficiais, ele não estaria aqui para ser escudo de briga entre autoridades locais.

A situação está tão séria, que policias ligaram para a Redação FB para dizer que as três viaturas existentes estão sem combustível. Recentemente, uma senhora da localidade Peixes registrou uma denúncia, mas o deslocamento dos policiais até a referida comunidade só foi possivel graças ao patrocínio da própria vítima, que bancou o combustivel no valor R$ 50 reais, caso contrário eles não teriam como fazer o serviço.

O crime ocorrido entre dois jovens de uma mesma família, ontem (05), ficou a cargo da delegada regional, pois nem os policiais sabiam do paradeiro do delegado. Ninguém soube informar se ele foi passear em Teresina ou se já deixou o cargo. O fato é que esse assunto é sério e a secretaria de segurança deve tomar as medidas cabíveis para que Batalha não passe a viver na insegurança e nas mãos de bandidos.

Notícias extra-oficiais dão conta que há uma disputa sigilosa entre o ex-prefeito Mario Denes e o atual prefeito Amaro Melo sobre quem tem mais força para indicar um delegado para Batalha. Sabemos que os dois apóiam o secretário de segurança para deputado estadual, só que o ex-prefeito é amigo de longas datas do secretário e o atual têm a máquina e muitos votos para ajudar a eleger o chefe da segurança do Piauí. Resta saber qual indicação o secretário irá favorecer ou essa conversa é papo furado e ele vai fazer uma indicação de sua livre e espontânea vontade.

Esse caso é uma verdadeira sinuca de bico para o secretário.

0 comentários:

 

My Blog List

Seguidores

Folha de Batalha © 2009 Designed by Ipiet Customizado por Manoel Filho