24 de novembro de 2018

Já foram preenchidas 92% das vagas dos médicos cubanos que desertaram


A ditadura comunista cubana achou que produziria caos social e crise política no Brasil, mas quebrou a cara.

Segundo o Ministério da Saúde, 92% das vagas abertas pelos médicos cubanos que traiçoeira e inopinadamente desertaram, já foram preenchidas  por médicos com registro nos CRMs.

São 7.871 profissionais. O edital ofereceu 8.517 vagas.

Até ontem, 40 médicos já tinham, inclusive, apresentado-se nas Unidades Básicas de Saúde.

Todas as vagas dos cubanos serão supridas de imediato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhar